#Budismo#meditação

Compartilhando experiências no caminho

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Eleições - chover no molhado


Bom gente, como não poderia deixar de ser vou falar sobre eleições, o assunto do momento. Ontem li uma crônica do João Ubaldo fantástica. Lá ele diz tudo sem rodeios, não adianta ficarmos reclamando dos políticos ou das poucas opções sérias que temos, tudo é apenas um reflexo de nós mesmos como nação. Se por um lado somos um povo empreendedor, alegre, comunicativo e solidário em contra partida somos mal educados, aproveitadores, dissimulados e filhimhos de papai, ou seja do papai Estado. Sempre reclamamos em primeiro lugar do Governo depois olhamos para nossos próprios pés cheios de barro sujando a entrada. É como chover no molhado, mas assumindo a própria culpa, como eu também assumo, e reconhecendo nossas debilidades como cidadãos, já é o começo de uma jornada árdua rumo a civilidade que apregoamos termos direito, mas esquecemos de praticar tantas vezes. Vou votar no Serra, sempre votei nos Tucanos desde minha primeira eleição, na época uma dissidência do PMDB. Acompanhei meio de longe a campanha das diretas, éra bonito de ver mas meio show demais para mim. Depois a febre do PT, gente não tinha coisa mais chata que aqueles petistas tentando enfiar goela abaixo o senhor que hoje é nosso presidente. A única coisa que prestava eram as festas nos comités que por sinal só tinha doido. Depois de muito ser chamada de alienada - claro gente porque naquele tempo não ser petista e ser moderna não podia, só se você fosse alienada. Até reconheço que eu éra mesmo, nunca fui muito revolucionária, sempre assisti mais as coisas do que participei, como boa observadora me agradava mais. Talvez por isso tenha me identificado tanto com o partido dos Tucanos, sempre encima do muro???Será, ou apenas tentando fazer algo positivo no meio de tanta loucura insana. Não quero mais falar em partidos também porque hoje em dia já não cabe mais, vou pelo histórico, tirando pontos positivos e negativos ainda prefiro os centro-esquerda porque tudo que vai pelo caminho do meio angaria mais credibilidade. Não sei ainda em quem votar para o resto, vou consultar algumas pessoas e talvez dê preferência para o PV, mas vamos esquecer as utopias de uma vez. Tenham consciência que o poder é do povo, vai ser muito difícil tirar este governo populista do poder, e quem pode dizer que está errado, se o povo está feliz é porque pelo menos esta parcela da população realmente sentiu o poder que tem seu voto, obteve mesmo melhorias, quem sou eu para questionar uma imensa maioria. O que posso fazer é torcer para que com estes recursos nosso povo possa se instruir mais, ter mais acesso a informação de boa qualidade e num futuro próximo escolher um presidente melhor, porque até lá seremos uma nação melhor com mais conhecimento, mais amadurecida. Somos apenas bebês no curso da história, temos muito que aprender e precisamos entender de uma vez por todas que ninguém é melhor que ninguém, um mau carácter sempre será um mau carácter, se eles foram se refugiar todos no meio politico que podemos fazer, mesmo assim ainda sobram alguns, é preciso existir sempre as duas faces da moeda em tudo e em todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade a casa é sua...