#Budismo#meditação

Compartilhando experiências no caminho

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

A Semente e o Vento

 
 
A semente se entrega ao vento, se larga se deixa
Sem medo, sem planos, ao vento
Carrega em si o universo autêntico
Todas as memórias do tempo

A semente se entrega e canta
Ser flor, ser fruta, ser árvore ou gente
Apenas semente, pois como semente já é tudo e todos

O tempo não existe
Se condensa no ínfimo espaço vivente
Semente atemporal, infinita adormecida e dormente

Semente, somente
Futuro...presente....infinito perene
Flor, fruta, árvore ou gente

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade a casa é sua...